Qual o valor do sorriso de uma criança?

Certamente uma das maiores história que o cinema já contou. A Produção Dirigido e estrelado por Charlie Chaplin, “O Garoto” foi lançado em 1921 e se tornou, aos poucos, um clássico do cinema – “culturalmente, historicamente, ou esteticamente significado” pelas palavras do National Film Registry dos Estados Unidos – e marcado por ter sido um […]

Certamente uma das maiores história que o cinema já contou.

A Produção

Dirigido e estrelado por Charlie Chaplin, “O Garoto” foi lançado em 1921 e se tornou, aos poucos, um clássico do cinema – “culturalmente, historicamente, ou esteticamente significado” pelas palavras do National Film Registry dos Estados Unidos – e marcado por ter sido um dos primeiros longas-metragens na história do cinema e pela atuação de umaestrela mirim (Jackie Coogan) em um dos papéis principais.

Charlie teve muitas dificuldades para que o filme pudesse ser concluído, após um precipitado e conturbado casamento com a atriz Mildred Harris, de 17 anos, com a qual nada tinha em comum. O tédio e frustração logo foram trocados por um bloqueio criativo logo depois de, com apenas três dias, seu recém-nascido filho morrer devido a uma má formação.

Mas apesar do trauma de sua perda e provando, mais uma vez, que as soluções de uma mente criativa podem ser surpreendentes, Charlie se colocou de pé e foi até os estúdios de gravação para a audição de várias crianças para seu filme. Seu bloqueio criativo deu lugar uma mente repleta de excitação e novas ideias, onde Charlie poderia ser o pai substituto de uma criança abandonada, dando um novo rumo ao seu roteiro. Curiosamente, o filme tinha o título inicial de The Waif (A Criança Abandonada).

O Garoto

Seu coadjuvante foi casualmente encontrado após a apresentação de um espetáculo musical, onde Jackie Coogan, de apenas quatro anos, foi apresentado a Charlie por seu pai. Jackie era um prodígio. Era um mímico nato e conseguia facilmente imitar todos os tipos de expressões mostradas por Charlie. Sua busca havia terminado. Seu sucesso apenas começado.

Curiosidades

Uma das cenas mais tocantes do filme se dá quando o vagabundo tenta impedir dois agentes de levarem o garoto, já que o personagem de Chaplin não é seu tutor legal.

Alguns atribuem o fato de o filme revelar uma sensibilidade extra na relação entre o vagabundo e o garoto ao fato de o filho recém-nascido de Chaplin ter morrido no começo das gravações.

A conclusão da filmagem de “O Garoto” aconteceu na mesma época em que Charlie Chaplin se separou de Mildred Harris. Dessa forma, com medo que os advogados de sua  ex-esposa pudessem apreender seu filme, Charlie, junto de seus associados, fugiram com os negativos para que pudessem editar em segredo em um hotel de Salt Lake City em uma estúdio secreto em Nova Iorque. A cena foi maravilhosamente representada porRobert Downey Jr. e demais atores, na biografia “Chaplin”, de 1992.

Jackie Coogan, aos 7 anos, se tornou uma celebridade mirim, sendo homenageado por príncipes, presidentes e até pelo Papa Pio XI, em 1924. Após “O Garoto”, foi estrela de importantes filmes como “Oliver Twist”, “Tom Sawyer”, “Huckleberry Finn”, e acreditem, até mesmo estrelou na série de 1964, “A Família Adams”, como Tio Fester.

O filme também é considerado um dos primeiros longa-metragens que realmente misturou comédia e drama, como a sua abertura já previa: “Um filme com um sorriso, e talvez uma lágrima…” (A picture with a smile, and perhaps a tear…)

E o qual o valor do sorriso de uma criança?

Talvez só tenhamos a noção exata após ver o quanto é profundo uma criança chorando. Esse filme é um dos primeiros a mostrar isto no cinema, e fica difícil segurar as lágrimas nas cenas em que isto ocorre, talvez porque nestes momentos nos colocamos no lugar do vagabundo “o pai”, ou porque todo pai já foi criança um dia.

Valorizem cada pequeno momento ao lado de seus filhos. Seja pai, mãe, seja tudo desde que seja presente.

E se precisarem de um Buffet para celebrar este sentimento, conte conosco!

Fontes:http://pipocamusical.com.br/2013/04/29/o-garoto-1921-filme-de-charlie-chaplin/ e https://pt.wikipedia.org/wiki/The_Kid

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *